Exemplos de consumo colaborativo: Conheça a Rua Social, que foi matéria no  New York Times

Conheça mais um exemplo de consumo colaborativo. Dessa vez vamos falar de uma experiência incrível lá da Itália, mas que está conquistando o mundo. 😉 😉

Você precisa montar ou mover um guarda-roupa? Talvez seu vizinho tenha minutos de sobra para ajudar. Conheça o projeto Rua Social.

O New York Times tratou de um fenômeno nascido na Itália a partir da idéia de dois cônjuges bolonheses residentes na Via Fondazza: a rua social.

O criador do grupo, Federico Bastiani, tinha apenas um objetivo: fazer com que os vizinhos se socializassem para ganharem confiança mútua.

A base do funcionamento da rua social é a construção desta relação de confiança que é a base de todas as experiências da economia compartilhada.

Exemplos de consumo colaborativo

Como surgiu a idéia?

Residindo na Via Fondazza nos últimos quatro anos, percebeu que o contato com os habitantes da rua nunca ultrapassou o “olá” (na melhor das hipóteses) e, no entanto, ele via as mesmas pessoas todos os dias.

Federico decidiu, sem qualquer investimento, utilizar uma ferramenta que a maioria das pessoas usa, o Facebook. Ele então criou um grupo fechado “residente na Via Fondazza”.

O que eles fazem no grupo?

Primeiro eles trocam e compartilham informações úteis para todos e, acima de tudo, compartilham sua experiência para colocá-lo ao serviço de outros.

Exemplos de consumo colaborativo

Alguns exemplos:

Quando aconteceram pequenos roubos na rua, foram postadas fotografias no grupo e foram avisadas em tempo real as situações suspeitas.

Via Fondazza para os que circulam é uma rua normal, mas dentro dela tem belas varandas e terraços com vistas fantásticas. Foi criado um álbum para compartilhar fotografias com as partes mais “secretas” da rua.

Foi criado no grupo um álbum de fotos para “trocar e / ou vender itens usados”. Talvez em sua casa você tenha itens não utilizados que possam ser úteis para seus amigos.

Por que confiar em outros sites para vender, quando você pode compartilhar com seu vizinho sem nenhum custo?

Você precisa montar ou mover um guarda-roupa? Talvez seu vizinho tenha minutos de sobra para ajudar.

Pode divulgar eventos que você queira compartilhar, e também são organizados eventos mensais para que as pessoas do grupo possam se encontrar fisicamente.

As possibilidades de compartilhamento são infinitas e é o próprio grupo que alimenta novas propostas.

Conheça outros exemplos de Consumo Colaborativo

O que você achou da Rua Social? Conte pra gente nos comentários 😉

consulab

Entusiasta e amante da economia colaborativa que acredita na transformação mundial através de uma nova cultura, onde possamos colaborar mais com os outros, e a formação dessa cultura é da economia colaborativa