Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável: qual a diferença?

Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável: qual a diferença?

 

Embora possa parecer que a sustentabilidade e o desenvolvimento sustentável são a mesma coisa, há algumas maneiras pelas quais eles divergem em seus objetivos.

 

Eles têm o mesmo objetivo geral de conservar recursos naturais e de criar projetos e práticas mais eficientes em termos de energia. Ter um melhor entendimento de como eles são semelhantes e suas diferenças pode ajudar você a saber como lidar com ambos.

 

O que é sustentabilidade?

 

O objetivo da sustentabilidade ambiental é conservar os recursos naturais e desenvolver fontes alternativas de energia, reduzindo a poluição e os danos ao meio ambiente.

Muitos dos projetos que estão enraizados na sustentabilidade ambiental envolverão o replantio de florestas, a preservação de áreas úmidas e a proteção de áreas naturais da coleta de recursos.

A maior crítica às iniciativas de sustentabilidade ambiental é que suas prioridades podem estar em desacordo com as necessidades de uma crescente sociedade industrializada.

 

O que é desenvolvimento sustentável?

 

De acordo com a Comissão Brundtland em seu relatório de 1987 “Our Common Future”,

“O desenvolvimento sustentável é um desenvolvimento que atende às necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender suas próprias necessidades.”

Desenvolvimento sustentável é um conceito que se traduz num modelo de desenvolvimento global que incorpora os aspectos de um sistema de consumo em massa no qual a preocupação com a natureza, via de extração de matéria prima, é máxima.

É um conceito que abrange várias áreas, assentando essencialmente num ponto de equilíbrio entre o crescimento econômico, equidade social e a proteção do ambiente.

A maior crítica ao desenvolvimento sustentável é baseado na crença de que os danos causados ​​em uma área do mundo podem ser contrabalançados pela criação de proteções ambientais no outro.

 

Quando os objetivos de cada um não estão de acordo?

 

Os objetivos dos dois grupos divergem quando se trata do desenvolvimento de áreas ameaçadas.

Por exemplo, haverá discordâncias quando se trata de desenvolver práticas de construção em um pântano.

O foco da sustentabilidade ambiental argumentaria que a preservação da área úmida é mais importante que qualquer outra coisa.

O desenvolvimento sustentável mostrará que, ao incorporar áreas de preservação e contribuir para a preservação geral de uma área úmida diferente, o dano é compensado.

O desenvolvimento sustentável também argumentará que os benefícios econômicos locais levarão a mais financiamento para criar áreas de proteção ambiental em outros lugares.

 

Uma Breve Historia Do Desenvolvimento Sustentavel.

Quais são as práticas atuais que buscam um equilíbrio?

 

Resolver essas diferenças pode ser difícil. Muitas vezes, dinheiro e economia serão o fator decisivo.

Isso não significa que um lado perde e um lado ganha, mas os fatores ambientais podem influenciar o design de desenvolvimento para criar uma abordagem que ofereça o melhor dos dois mundos.

Os planos de sustentabilidade ambiental podem mostrar aos engenheiros de desenvolvimento sustentável que há aspectos de seu projeto que podem ser aprimorados para diminuir o impacto do projeto na área úmida que ainda existiria.

Por meio do comprometimento de fundos e desenvolvimento para áreas protegidas que não fazem parte do desenvolvimento, os projetos de sustentabilidade ambiental que enfatizam a conservação e a educação pública podem avançar mais do que teriam por conta própria.

 

O que pode ser feito para promover maior atenção a ambos?

 

A melhor abordagem é educar os consumidores e a indústria, a deixar para trás uma abordagem ao desenvolvimento e à conservação e assumir uma abordagem de proporção equilibrada que busque o melhor dos dois mundos.

Isso é muito difícil de fazer, pois requer que um elemento de sacrifício seja adotado pela sociedade atual. Para este fim, é necessário que ambos os lados se unam para se comprometerem com a criação de regulamentos, programas de incentivo e créditos fiscais que promovam o desenvolvimento sustentável, definindo prioridades para a conservação em diferentes áreas que também alimentem as comunidades locais.

Mais pesquisa e desenvolvimento também são necessários nas áreas de desenvolvimento sustentável para criar melhores opções de engenharia e construção que estejam mais de acordo com as metas ambientais sustentáveis.

No final, ninguém pode se dar ao luxo de perder de vista o fato de que o ambiente como o conhecemos está em constante erosão e o futuro de todos depende do cuidado que temos hoje para preservar os recursos que conhecemos, então temos tempo para desenvolver melhores maneiras de viver no mundo.

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES DO BLOG CONSUMO COLABORATIVO

Então curta a nossa página no Facebook.
Veja as nossas fotos no Instagram.
Veja os nossos vídeos no You Tube.