Economia Circular: A Base De Uma Sociedade Sustentável

Economia Circular: A Base De Uma Sociedade Sustentável

A população mundial está crescendo e isso está afetando o meio ambiente. O planeta tem recursos finitos. Metais, gás e óleo não são ilimitados. Para garantir que haja comida, água e prosperidade suficientes em 2050, precisamos mudar de uma economia linear para uma economia circular.

O QUE É UMA ECONOMIA CIRCULAR?

O conceito de economia circular, pouco conhecido há cerca de uma década, ganhou um impulso impressionante nos últimos anos.

Cidades, empresas e o setor público estão buscando cada vez mais maneiras de reduzir sua pegada de carbono, a fim de ajudar a criar um ambiente sustentável.

Até agora, a maioria das pesquisas e atividades relacionadas à promoção deste novo modelo econômico tem sido no contexto de países europeus de alta renda que dependem bastante das importações de commodities.

Uma Economia Circular é um modelo que prevê e projeta recursos para serem devolvidos com segurança à natureza ou de volta aos sistemas, onde podem ser reutilizados ou renovados.

Em uma economia circular, os fabricantes projetam produtos para serem reutilizáveis. Por exemplo, os dispositivos elétricos são projetados de tal maneira que são mais fáceis de reparar. Produtos e matérias-primas também são reutilizados o máximo possível.

Por exemplo, reciclando plástico em pellets para fazer novos produtos de plástico. Em uma economia circular, tratamos nosso entorno com responsabilidade. Por exemplo, evitando lixo nas ruas ou no ambiente natural.

Uma economia circular faria uma contribuição importante em termos de redução do esgotamento dos recursos naturais do mundo, baseada no princípio da reutilização inteligente.

O objetivo é garantir que produtos e materiais permaneçam em circulação pelo maior tempo possível – em um mundo onde os fluxos de produção estão aumentando devido às exigências cada vez maiores dos produtos e ao crescente desejo por produtos “sob medida”.

O conceito de economia circular oferece oportunidades econômicas nos campos de prestação de serviços, reutilização, reparo e reciclagem.

DE UMA ECONOMIA LINEAR A UMA ECONOMIA CIRCULAR

Por muito tempo, nossa economia tem sido ‘linear’. Isso significa que as matérias-primas são usadas para fabricar um produto e, após seu uso, qualquer resíduo (por exemplo, embalagem) é jogado fora.

Em uma economia baseada na reciclagem, os materiais são reutilizados. Por exemplo, o vidro descartado é usado para fazer vidro novo e o papel usado é usado para fazer papel novo.

Para garantir que no futuro haja matéria-prima suficiente para alimentação, abrigo, aquecimento e outras necessidades, nossa economia deve se tornar circular.

Isso significa evitar o desperdício, tornando produtos e materiais mais eficientes e reutilizando-os. Se novas matérias-primas forem necessárias, elas devem ser obtidas de forma sustentável, para que o ambiente natural e humano não seja danificado.

 

QUAL É O OBJETIVO DE UMA ECONOMIA CIRCULAR?

O objetivo deve ser criar um sistema que permita uma vida útil longa, reutilização otimizada, reforma, remanufatura e reciclagem de produtos e materiais.

COMO UMA ECONOMIA CIRCULAR É DIFERENTE DE UMA ECONOMIA LINEAR?

Uma economia circular difere de uma economia linear de maneira fundamental.  As principais diferenças são encontradas no plano de etapas seguido, na perspectiva sobre o que é sustentabilidade e na qualidade das práticas de reutilização.

Uma economia circular funciona de acordo com a abordagem 3R de “Reduzir, Reutilizar e Reciclar”.

A extração de material é reduzida quando possível usando menos material.

Os produtos são feitos de peças e materiais reutilizados e após o descarte de um produto, materiais e peças são reciclados.

OS DIFERENTES CÍRCULOS DE REUTILIZAÇÃO

  1. Reparo e manutenção: Restauração de produtos durante o uso para prolongar a vida útil dos produtos
  2. Reutilização e redistribuição: reutilização direta por meio de reutilização ou venda de produtos.
  3. Reforma e Remanufatura: A renovação completa e reparação do produto pelo fabricante.
  4. Reciclar: Peças ou materiais são recuperados do produto para usá-los novamente
ACOMPANHE AS NOVIDADES DO BLOG CONSUMO COLABORATIVO

Então curta a nossa página no Facebook.
Veja as nossas fotos no Instagram.
Veja os nossos vídeos no You Tube.