Terceiro Setor: Saiba como será o futuro das Doações para ONGs

Terceiro Setor: Saiba como será o futuro das Doações para ONGs

 

Os difíceis desafios enfrentados pelas instituições de caridade hoje são claros. Como as instituições de caridade podem atrair novos doadores, reconquistar os doadores atuais e obter doações mais regulares? Como será o futuro das doações para ONGs?

 

Além disso, como as instituições de caridade podem levar as pessoas não apenas a dar dinheiro, mas também a dar seu tempo, habilidades e recursos quando as pessoas não apenas sentem a carteira apertada, mas também o tempo?

Você certamente já ouviu o termo Terceiro Setor, mas sabe de fato o que é, o que faz e como funciona? Calma que vamos explicar direitinho para você.

Se existe o Terceiro Setor é porque existe o Primeiro e Segundo, certo?

O primeiro setor é reservado ao governo, que é responsável pelas questões sociais (realiza ações que garantem saúde, educação, segurança, cultura de toda a sociedade).

No segundo setor, encaixam-se as empresas privadas com fins lucrativos.

 

Qual é o terceiro setor?

O Terceiro setor abrange organizações voltadas para as mais diversas áreas que contribuem para várias áreas sociais (desde a erradicação da fome, passando pelos cuidados com o meio ambiente e até pautas dos direitos humanos).

Estão no terceiro setor todas as empresas que não visam lucro. O lucro das empresas nesse setor é o lucro social. Essas empresas estão legalmente constituídas e são em geral as associações sem fins lucrativos, as fundações.

Todos esses termos descrevem organizações que compartilham os mesmos elementos fundamentais:

  • Não-governamentais: embora trabalhem freqüentemente com ou ao lado de agências governamentais e possam receber verbas ou comissões do governo, as organizações do terceiro setor são independentes do governo.
  • Sem fins lucrativos: organizações do terceiro setor levantam fundos e geram excedentes financeiros para investir em objetivos sociais, ambientais ou culturais. Eles não procuram obter lucros como um fim em si mesmo.
  • Orientado por valores: as organizações do terceiro setor buscam metas específicas que geralmente estão alinhadas com perspectivas sociais e políticas específicas. Eles podem estar associados ou trabalhar com partidos políticos, mas um partido político não é uma organização do terceiro setor.

 

Organizações do terceiro setor incluem:

  • Caridades
  • Organizações voluntárias e comunitárias
  • Empresas sociais e cooperativas
  • Institutos de pesquisa privados (isso não inclui universidades e faculdades)

O que faz o terceiro setor?

Normalmente, a maioria das organizações do terceiro setor se dedica a uma questão específica que precisa ser resolvida (por exemplo, mudanças climáticas), ou para um grupo particular na sociedade (por exemplo, sofredores de demência) que precisam de apoio e representação.

Eles podem fornecer serviços relacionados a essas questões (por exemplo, administrar um abrigo para mulheres ou fornecer aconselhamento jurídico).

Grupos do terceiro setor tentam alcançar seus objetivos através de uma ampla gama de atividades. Algumas, como arrecadação de fundos, prestação de serviços ou fornecimento de outras formas de apoio direto e aconselhamento aos grupos que ajudam, são sobre ações imediatas.

No entanto, as organizações do terceiro setor geralmente também querem apoiar a assistência direta com mudanças de longo prazo, envolvendo mudanças nas políticas locais, nacionais ou internacionais relevantes.

 

Doações no terceiro setor

Na atual crise financeira, as instituições de caridade precisam reavaliar continuamente sua capacidade de gerar recursos financeiros – adaptando as estratégias atuais e introduzindo novos fluxos de renda quando necessário.

As Instituições de caridade podem ganhar muito ao utilizar os meios digitais.

O benefício fundamental da internet para instituições do 3º setor é a capacidade de se conectar diretamente com os apoiadores e voluntários e usar essa conexão para fortalecer os relacionamentos e criar confiança.

Ao desafiar os modelos tradicionais de arrecadação de fundos, intercâmbio de recursos e voluntariado, as instituições beneficentes buscam envolver mais pessoas na distribuição de tempo, habilidades, dinheiro e recursos com o objetivo final de ampliar seu impacto beneficente.

 

Bem Comum Club, a plataforma que veio revolucionar a forma de arrecadar fundos e conseguir voluntários para a sua causa.

Bem Comum Club | Plataforma de Consumo Colaborativo

 

O Bem Comum é um portal, que facilita as iniciativas sociais e ambientais a captarem recursos para seus projetos, tanto recursos materiais, como humanos e financeiros.

Um portal onde você pode cadastrar suas necessidades e o sistema conecta automaticamente com pessoas, instituições e empresas que oferecem o que você precisa.

Além disso, você, sua empresa e sua ONG podem ofertar produtos e serviços e ainda realizar negócios colaborativos dentro de clubes de afinidades.

O projeto foi idealizado pelos empreendedores sociais, o gaúcho Gustavo Pacheco e o capixaba Gustavo Badke, e foi premiado na maratona de negócios sociais SEBRAE/ES em 2015 e hoje se apresenta como uma grande solução para a dificuldade de captação de recursos das instituições filantrópicas, projetos e negócios socioambientais, além de auxiliar no aumento do poder de compra da população através da economia colaborativa e solidária.

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES DO BLOG CONSUMO COLABORATIVO

Então curta a nossa página no Facebook.
Veja as nossas fotos no Instagram.
Veja os nossos vídeos no You Tube.