Os 3 fundamentos para viver uma vida minimalista

Os 3 fundamentos para viver uma vida minimalista

Neste artigo descrevi o que eu acredito ser os 3 fundamentos para viver um estilo de vida minimalista. Este é um processo que você passará repetidas vezes em sua jornada. Mas com um pouco de determinação, você não terá nenhum problema em cumpri-lo.

 

O que é Minimalismo

O que é mesmo “minimalismo”? Nós ouvimos tantas vezes este termo sendo falado em qualquer ponto da conversa nos dias de hoje.

Nos últimos tempos, o minimalismo se tornou uma tendência, embora seja um conceito que existe há séculos. Está em todos os principais meios de comunicação, e já vimos isso em vários setores, incluindo moda, design, alimentos, tecnologia, beleza, moradia e muito mais.

Tradicionalmente falando, o “minimalismo” foi cunhado para descrever os elementos de design na arte e na música.

O termo pode ser aplicado como uma maneira coloquial de designar qualquer coisa que seja reduzida ao essencial. 

O que costumava ser uma expressão artística, agora serve como um estilo de vida. Viver o estilo de vida minimalista não significa que você só tem que usar duas camisas ou não ter um carro. Trata-se de concentrar nosso tempo e energia no que é mais importante para nós. Simples assim.

Os fundamentos do minimalismo

Quais são os 3 fundamentos para viver uma vida minimalista

O conceito de minimalismo é simples, portanto, os meios para alcançá-lo também devem ser simples. Independentemente de como você escolhe adotar a filosofia, os fundamentos são os mesmos: mantenha- se simples ou, melhor ainda, “mantenha o essencial”.

Isso é sobre assumir o controle de sua vida e se concentrar no que mais importa para você.

 

1º  Identifique o que é mais importante. 

Olhe ao seu redor, as chances de você encontrar coisas que não tem nenhum propósito específico, são grandes. Se algo não lhe é útil, não lhe faz bem ou não lhe serve, por que você ainda se apega a isso?

Minimalismo é sobre dar significado ao que possuímos. É fazer escolhas conscientes, ao invés de ser levado a uma decisão por fatores externos.

 

2º Elimine o que não é essencial (lentamente)

Reduza todas as suas coisas ao essencial, isso é libertador!  Elimine de sua vida todos os objetos que não tem utilidade, que não te serve mais. Faça isso em um ritmo que seja confortável para você: 1 coisa por dia, por semana, seja lá o que for – o objetivo é adquirir o hábito de estar ciente do que você possui e se está ou não servindo ao seu propósito.

 

3º Mantenha-se responsável

Em seu aclamado livro “O Poder do Hábito” , Charles quebra o processo no qual os hábitos são formados e como eles podem ser mudados.

Ele aponta que existem 3 passos para qualquer hábito: Sugestão, Rotina ,  Recompensa . A sugestão é o gatilho para agir, e a rotina é a ação que tomamos para receber a recompensa.

Duhigg prossegue indicando que, embora seja possível mudar toda a estrutura de hábitos ( Sugestão, Rotina, Recompensa ), isso pode ser incrivelmente difícil, como a maioria de nós sabe. Mas há outra abordagem que provavelmente terá sucesso: mudar a rotina.

Mudanças de estilo de vida como o minimalismo não são exceção. Ganhamos uma recompensa toda vez que compramos algo novo. Então, ao invés de mudar a sugestão / recompensa, devemos direcionar nossa atenção para a rotina.

Diga que você é como eu e você ama livros. Talvez sempre que sentir a necessidade de ler um novo livro (Sugestão) você imediatamente entra no site da livraria e compra um ( Rotina ), preenchendo você com uma sensação de adquirir mais conhecimento ( Recompensa ) . E se, em vez disso, você substituísse a rotina (comprar um livro novo), e fosse para a biblioteca?

Você ainda teria o mesmo sentimento, só que agora não ocupará espaço em sua estante.

Quando você adquire o hábito de encontrar alternativas descobrirá que, com o tempo, isso requer pouco ou nenhum esforço. Depois de se comprometer com a mudança, seus hábitos acomodarão sua decisão.

 

Tem algo que você gostaria de acrescentar? Por favor, deixe um comentário abaixo! Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos.